17 de janeiro de 2012

Irisina?! Essa proteína é nova não é?


                É sim! Pelo menos para nós. Recentemente foi descoberta uma proteína que age como hormônio natural trazendo benefícios durante a contração muscular. Essa proteína age como um mensageiro durante a atividade muscular auxiliando na queima de gordura. Estudos feitos com ratos diabéticos, obesos e sedentários mostraram os benefícios da irisina. A proteína é capaz de melhorar a tolerância a glicose.
                Ao contrário do que se pode pensar, não será possível tomar suplementos de irisina comprados na farmácia. Isso porque a proteína é liberada no sistema orgânico secundariamente a condições de exercícios prolongados, e não durante curto prazo de atividade muscular. 
             Não foi observado nenhum efeito adverso da administração da proteína nos ratos. Embora a proteína humana seja similar a do rato, os estudos mantêm cautela sobre os efeitos produzidos no homem.
                Apesar disso, os resultados são bastante animadores, já que a aplicabilidade clínica seria diversa como no caso doenças metabólicas (obesidade, diabetes, resistência a insulina) como também em doenças neurodegenerativas, a exemplo Parkinson, ou mesmo na prevenção de algumas doenças.


Por: Ft. Esp. José Diego Sales
Organizador do Blog

Nenhum comentário: