21 de setembro de 2011

Tá na hora de acordar, sigamos o exemplo!!!

Clique na imagem para ver a matéria

A matéria acima foi publicada no Estadão e também divulgada na página do MSN. Ao olhar fiquei triste pela minha classe, fisioterapeutas. Tenho recebido comentários de vários colegas de quão precário está o atendimento por planos de saúde. Chega a ser desumano.
Parece que colocaram em nossas cabeça o seguinte: ganhamos menos porque podemos atender mais pacientes! Certamente ninguém, em suas clínicas escolas, atendiam três a quatro pacientes numa mesma hora! Isso infelizmente acontece, o paciente é abandonado numa maca quando estão sendo submetido a um recurso, que talvez nem fosse o mais apropriado, mas como requer “menos” atenção, vai aquele mesmo. Nisso a cinesioterapia vai sendo extinta.
Quem consegue atender dois, três paciente de neuro ou respiratória ao mesmo tempo? Quem pode fazer um treinamento reabilitativo no paciente de traumo com três pacientes de casos diferentes? E como pode ser pagar entre 6 a 13 reais por hora a esse profissional? Isso mesmo, 6 reais? Não é mentira, é nessa faixa que se paga a muitos profissionais.
Não quero julgar os profissionais que submetem a isso, mas uma verdade é preciso que seja dita: “estão prostituindo a fisioterapia”. Sei que é difícil para muitos profissionais lutar por algo melhor, mas é preciso que se entenda que em quanto houver quem atenda nessas condições, não vamos conseguir ir muito a frente! Já é uma bola de neve gigante, que não para de diminuir!
Fica o exemplo do Conselho Federal de Medicina e dos médicos, que de forma organizada e coorporativa lutam por uma condição mais justa de trabalho! Lutemos nós também, porque não só nós precisamos de melhores condições de trabalho, mas nossos pacientes precisam de melhores atendimentos.
Por: Ft. José Diego Sales, DQ.
Organizador do Blog

Nenhum comentário: