20 de maio de 2009

Globalidade X Alterações Posturais





Diz-se que o sistema esquelético e muscular tem função dá sustentabilidade ao corpo humano, bem como o tecido conjuntivo. Aliado a esse conceito de sustentação do corpo tem-se outro conceito que é o de globalidade. Não se pode pensar no corpo humano e, muito menos, falar de aspectos posturais sem pensar em uma globalidade.
Qualquer disfunção esquelética poderá a levar problemas na musculatura relacionada ao local da disfunção ou não relacionada. Ás vezes pode-se ter uma resposta muscular de uma alteração longe de onde começou o problema, como uma torção do tornozelo levar a uma lombalgia. Pode ocorrer também um problema muscular levando a alterações na biodinâmica de uma articulação relacionada diretamente ou indiretamente.
Quando se fala em alterações posturais essa idéia de globalidade fica ainda mais forte e melhor compreendida. Na linguagem biomecânica, um conceito muito explorado é o de centro de massa e cetro de gravidade. Na verdade esses dois conceitos são entrelaçados onde o centro de massa é um determinado ponto no objeto, sobre o qual incide a gravidade que exerce tração sobre todas as moléculas desse objeto, numa linguagem mais simples é o ponto onde a maior parte da massa do corpo se concentra.
O centro de massa, com o desenvolvimento normal do homem, vai se modificando. No recém nascido o centro de massa o centro de massa está na seu cabeça, pois ela é a parte do seu corpo que mais pesa, é por isso que o recém nascido não consegue sustenta ereta sua cabeça. Com o passar dos anos a criança vai ganhando massa corporal e o centro de massa vai modificando de local a até que no estágio juvenil esse centro de massa localiza-se na proximidade do umbigo. Para um melhor estudo e entendimento da repercussão desse conhecimento na postura humana, traça-se uma linha imaginária vertical do centro de massa ao solo. Para um bom equilíbrio essa linha deverá está contida numa base denominada base de sustentação, qualquer desvio dessa base implicará em desequilíbrio.

A base de sustentação é a área no solo que contenha a área de um indivíduo em pé, área essa onde seu corpo estará fazendo pressão no solo. A figura ao lado mostra o ponto onde cai o centro de massa bem como a área abrangida pela base de sustentação do corpo. O centro de massa deva cair no ponto indicado na figura, qualquer alteração desse ponto gerará instabilidade do corpo e para resolver essas instabilidades o próprio corpo procurará artifícios e é aqui que consiste o problema. Muitas dessas correções se dão de maneira inconsciente

Na figura ao lado o centro de gravidade está caindo fora da base de sustentação; isso implica que o corpo terá de busca artifícios para devolver estabilidade, uma dessas ações afetará a visão indivíduo, podendo deixá-lo estrábico.


José Diêgo Sales

Nenhum comentário: